3 plantas eficazes na prevenção do câncer de próstata

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 60% dos homens acima de 50 anos pode ter próstata aumentada e até 2050 essa doença deve afetar cerca de 80% deles.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), mais de 65.840 novos casos de câncer de próstata foram diagnosticados só no ano de 2020. Em 2019, o câncer de próstata foi responsável pela morte de 15.983 homens.

Essas estatísticas assustam, principalmente quando levamos em conta que a cada ano que passa novas tecnologias e estudos surgem, contribuindo para evoluções tanto no tratamento quanto na prevenção dessa doença.

Sendo assim, esses números certamente deveriam ser menores. Mas, infelizmente, o câncer de próstata e a próstata aumentada ainda são questões muito pouco discutidas entre os homens – e pior: pouco prevenidas e, consequentemente, pouco tratadas.

O Novembro Azul é uma campanha de conscientização muito popular aqui no Brasil e sem dúvidas as estatísticas apresentadas aqui seriam bem maiores se não fosse essa iniciativa.

Porém, é importante chamar a atenção para o fato de que a prevenção e conscientização em relação ao câncer de próstata devem ser constantes.

A detecção precoce dessa doença é a melhor maneira de garantir melhores chances de tratamento. O câncer de próstata é uma doença muito silenciosa durante sua fase inicial, o que pode dificultar seu diagnóstico.

Alguns tumores do câncer de próstata podem se espalhar rapidamente e afetar outros órgãos, podendo acarretar em morte.

Sendo assim, é importante que todos os homens a partir dos 50 anos procurem um urologista para definir uma rotina de avaliação e manter os exames em dia, principalmente se apresentam sintomas como dificuldade para urinar, diminuição do jato e sangue na urina.

Mas embora o diagnóstico precoce seja essencial para garantir tratamentos mais eficientes, prevenir o câncer de próstata ainda é a melhor alternativa. Afinal de contas, é melhor prevenir do que remediar.

Você sabia que é possível prevenir o câncer de próstata e a próstata aumentada com três ervas maravilhosas (e super acessíveis!)? São elas o Saw Palmetto, a Urtiga e a Prunus africana.

Hoje vamos falar um pouco sobre elas, entender como agem contra o câncer de próstata e descobrir qual é a melhor maneira de usá-las no tratamento dessa doença.

Ficou interessado? Então é só continuar a leitura!

Para que serve o Saw Palmetto?

O Saw Palmetto (Serenoa repens​) é uma palmeira anã natural da América do Norte muito utilizada como planta medicinal para o tratamento e prevenção de diversas condições, incluindo o câncer de próstata.

Seu extrato pode ser encontrado na forma de pó para chá, cápsulas ou loção. 

Segundo um estudo publicado em 2019 no PubMed, o extrato de Saw Palmetto tem um enorme potencial terapêutico e seus principais constituintes são inibidores da 5α-redutase, que previnem o aumento da próstata e até o surgimento da calvície, além de reduzirem efetivamente a inflamação prostática.

Um teste controlado e aleatório realizado com pacientes chineses em 2019 revelou que o Saw Palmetto é um fitoterápico eficaz, seguro e bem tolerado no tratamento do câncer de próstata.

Outro estudo revelou que o Saw Palmetto também pode promover uma melhora na saúde sexual e prevenir e tratar problemas de disfunção erétil e falta de libido.

Sendo assim, é seguro dizer que o Saw Palmetto não causa impotência, ou seja, é uma ótima opção de tratamento para aqueles que temem ter uma piora no desempenho sexual.

Para que serve a urtiga?

Urtica dioica (ou Urtiga) é uma planta com flores comumente usada na medicina alternativa para ajudar a reduzir a dor e a inflamação.

Foi demonstrado que a Urtiga contém vários compostos vegetais com potentes efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e antimicrobianos. É comumente encontrado em suplementos usados para infecções do trato urinário e da bexiga.

Um teste controlado e aleatório realizado em 2020 com 60 anos pacientes de câncer de próstata revelou que o consumo de Urtiga por 12 semanas entre esses pacientes foi responsável por efeitos clinicamente significativos nos sintomas.

Outro estudo mais antigo  de 2005, realizado com 558 pacientes, revelou que a Urtiga tem efeitos benéficos no tratamento do câncer de próstata sintomático.

Ou seja, a Urtiga é outra planta medicinal muito poderosa na prevenção e tratamento dos sintomas do câncer de próstata.

Além disso, ela é muito rica em nutrientes como vitaminas, minerais, aminoácidos e polifenóis

Fonte: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S2210803312000978).

Você pode comprar essa planta em folhas secas, cápsulas, cremes ou em pó. Pomadas de urtiga são frequentemente usadas para aliviar os sintomas da osteoartrite.

Quais são os benefícios da Prunus africana (Pygeum africanum)?

O Pygeum (Pygeum africanum), também conhecida como Prunus africana, é uma árvore nativa de algumas regiões da África.

Seu extrato é responsável por reduzir a inflamação associada à próstata e proteger contra o crescimento de células cancerosas.

Um estudo, de 2002 revelou que o Pygeum é muito útil no tratamento de sintomas urinários associados ao câncer de próstata.

Outro estudo um pouco mais recente, de 2007, procurou analisar a ação do Pygeum na regulação do câncer de próstata in vitro e in vivo.

O resultado revelou que essa planta tem um papel significativo na regulação desse tipo de câncer e, portanto, pode ser um suplemento útil para pessoas com alto risco de desenvolve-lo.

E por último, mas não menos importante, um estudo ainda mais recente, de 2019, analisou o uso do Pygeum na prática urológica e os pesquisadores chegaram à conclusão de que seu uso é uma ótima opção no arsenal terapêutico urológico por conta de seus efeitos no combate e prevenção dos sintomas do câncer de próstata.

Quais as vantagens de combinar essas três plantas – e como fazer isso?

Agora que você já conheceu todos os benefícios que esses três fitoterápicos podem te proporcionar, é muito provável que esteja tentado a iniciar um tratamento com pelo menos um deles.

Mas por que não apostar nos três de uma só vez?

Você não precisa escolher apenas um. O Saw Palmetto, a Urtiga e o Pygeum são plantas medicinais poderosíssimas no tratamento dos sintomas do câncer de próstata e na sua prevenção.

Combinar esses três fitoterápicos diminuirá consideravelmente suas chances de desenvolver um câncer na próstata, sem falar nos outros benefícios, como crescimento e fortalecimento capilar, aumento da libido, melhora no desempenho sexual, etc.

Se você acha que isso sairia muito caro e que, por essa razão, só pode investir em um, ou acredita que seria muito difícil dar conta de três medicações diárias, nós temos uma solução para o seu problema.

O suplemento de Saw Palmetto, Urtiga e Pygeum em cápsulas da Farmácia Eficácia reúne todos os benefícios oferecidos por essas plantas em um único comprimido.

Ou seja, além de não precisar investir em cada uma delas separadamente, você também não precisará se preocupar em lembrar de tomar vários comprimidos por dia – um será o suficiente!

Lembre-se que prevenir é melhor do que remediar.

Não perca tempo e adquira já o seu suplemento de Saw Palmetto, Urtiga e Pygeum em cápsulas da Farmácia Eficácia.

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *