Buchinha do norte – Para que serve – Benefícios

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Ultimamente a busca por soluções eficazes, porém, menos agressivas e mais sustentáveis para tratamentos de saúde, tem aumentando gradualmente.

Inclusive, uma planta que vem se tornando bastante popular por conseguir tratar problemas respiratórios é a buchinha-do-norte.

A buchinha do norte é muito utilizada medicinalmente para tratar sinusite, rinite, asma, congestão nasal e até feridas ocasionada pelo vírus da herpes.

Originária da América do Sul e nativa do Brasil, a buchinha-do-norte, também é conhecida pelo nome científico Luffa operculata, do qual possui diversos benefícios devido a suas propriedades, adstringentes, antisséptica, expectorante e anti-helmíntica.

Como usar a buchinha do norte:

O uso da buchinha do norte, deve ser feito conforme orientação, não sendo indicado para consumo do fruto cru, uma vez que a planta é tóxica.

Assim, o uso seguro da planta Luffa operculata é através da água, do qual é popularmente utilizada como um soro nasal, e até para tratar feridas.

Receita para fazer solução nasal

Primeiramente nunca se deve ferver esta planta pois seus princípios ativos podem provocar irritação e hemorragia na mucosa nasal:

  1. Coloque 1 colherzinha de café de cloreto de sódio puro em uma xícara de chá de água
  2. Descasque a buchinha e corte um pedacinho fino de 1 cm
  3. Coloque o pedacinho na xícara com água, tampe e deixe macerar por poucos dias
  4. Coe e pingue apenas 1 gota em cada narina, de manhã e de noite, sem assoar o nariz, deixando que o líquido escorra naturalmente.
  5. Não use esta solução por mais de 5 dias seguidos

Efeitos colaterais e contraindicações

O principal efeito colateral da Buchinha-do-norte é o surgimento de hemorragias, quando utilizada em excesso e sem indicação médica. Além disso, pode haver sangramento do nariz, alterações no olfato, irritação no nariz e, até mesmo, morte do tecido do nariz.

A buchinha-do-norte também possui propriedade abortiva, não sendo recomendado para grávidas. Isso porque essa planta é capaz de estimular contrações uterinas, além de ter efeito tóxico sobre o embrião, promover alterações no desenvolvimento fetal ou a morte do tecido placentário, por exemplo.

Certifique se de consultar um médico antes de fazer o uso da buchinha do norte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *