Chlorella: benefícios, como usar, contraindicações e efeitos colaterais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

O fundo do mar é um ambiente bem explorado por mergulhadores.

Estes profissionais geralmente são responsáveis por executar determinados serviços embaixo d’água, tal qual limpeza de navios.

No entanto, para além desses trabalhadores, as profundezas dos oceanos têm sido bem investigadas e representadas em produções audiovisuais, como séries, filmes e desenhos infantis: Bob Esponja e Procurando Nemo são exemplos disso.

Embora sejam ficções, as obras citadas trabalham com a realidade.

Sendo assim, vários tipos de animais bem como vegetações aquáticas são simbolizadas. Mas, apesar disso, ainda há muito mistério no fundo do mar e em suas espécies, como a Chlorella.

Diante disso, surgem – muitos! – questionamentos relacionados à essa planta. Por isso, hoje, decidimos explorar e explicar um pouco mais sobre possíveis benefícios da Chorella e seu uso.

Então, quer saber mais acerca desse assunto? Basta acompanhar a leitura com a gente!

CONHEÇA A SPIRULINA, PODEROSO SUPLEMENTO À BASE DE ALGAS

O que é Chlorella?

A Chlorella – ou clorela – é uma alga encontrada em água doce, unicelular e com cerca de 30 espécies diferentes.

Nesse caso, os tipos mais comuns são Chlorella vulgaris e Chlorella pyrenoidosa visto que ambos são mais analisados e estudados.

Além disso, ela tem uma coloração esverdeada o que, por sua vez, significa que ela é ricamente composta em clorofila, um pigmento com propriedades cruciais, como a antioxidante.

Diante disso, a Chlorella é utilizada como suplemento nutricional bem como biodiesel.

Para que serve Chlorella?

A Chlorella é composta por muitos nutrientes e, por isso, ela é utilizada como suplemente nutricional, como citamos anteriormente, e conhecida por ser um “superalimento”.

Isso, obviamente, depende das condições de consumo e das espécies consumidas, mas, no geral, elas são compostas por:

  • Proteínas
  • Aminoácidos
  • Ferro
  • Vitamina C
  • Antioxidantes
  • Magnésio
  • Zinco
  • Cobre
  • Potássio
  • Cálcio
  • Ácido fólico
  • Vitaminas do complexo B
  • Ômega 3
  • Fibras

Diante disso, esse tipo de alga oferece muitos benefícios quando incorporados em nosso dia a dia.

Os principais estão relacionados ao aumento da qualidade de vida bem como na prevenção e no auxílio de determinadas enfermidades. Sendo assim, a Chlorella é usada para:

  • Absorver metais pesados
  • Desintoxicação
  • Aumentar e fortalecer a imunidade do organismo
  • Contribui na melhora dos níveis de colesterol
  • Ação antioxidante
  • Auxiliar no controle da pressão arterial
  • Melhora os níveis de açúcar no sangue
  • Reduz inflamações
  • Ajuda no gerenciamento das doenças respiratórias
  • Contribui na melhora da resistência aeróbica
  • Faz bem para o fígado

Além desses benefícios da Chlorella que foram citados, há muitos estudos que analisam o desempenho dessa alga na promoção da saúde ocular, melhora a digestão e no alívio dos sintomas da TPM (Tensão Pré-Menstrual).

No mais, não podemos dizer concretamente que a Chlorella serve para ansiedade já que, até então, não encontramos nenhuma comprovação cientifica desse feito.

CLIQUE AQUI PARA ADQUIRIR SUA CHLORELLA!

Chlorella emagrece?

Algumas pessoas utilizam essa microalga para obterem resultados positivos e satisfatórios no quesito emagrecimento.

Isso porque essa substância é rica em fibras, como citamos anteriormente. Estes nutrientes são capazes de dar uma sensação de saciedade.

Assim, as pessoas sentem menos fome durante as refeições e, consequentemente, comem porções menores.

Além disso, as fibras contribuem na melhora do sistema digestivo o que diminui o inchaço característico da prisão de ventre.

Sendo assim, pode-se dizer que a Chlorella emagrece. No entanto, indicamos a consulta com um médico especialista (como um nutricionista) para ter-se um acompanhamento.

Assim, esse processo torna-se mais seguro e evitando possíveis efeitos colaterais da Chlorella.

Efeitos colaterais da Chlorella

A Chlorella é bem tolerada pela maioria das pessoas.

Por isso, essa microalga foi considerada como “geralmente reconhecida como segura” pela FDA, uma espécie de ANVISA dos Estados Unidos.

No entanto, apesar disso, há a possibilidade de efeitos colaterais acontecerem como:

  • Desconfortos abdominais
  • Náuseas

Por isso, o consumo dessa microalga deve ser feito, principalmente, sob aval e acompanhamento de um médico responsável.

Isso porque tal profissional poderá vetar o uso caso você faça parte de um grupo que não deve ingerir a Chlorella.

Contraindicação da Chlorella

Ainda não se sabe exatamente como a Chlorella afeta o sistema imunológico e essa ação pode não ser apropriada para pessoas que já apresentam condições, como imunodeficiências, que deixam o organismo debilitado.

O uso da Chlorella também é contraindicado para mulheres gestantes, as que estão amamentando e lactantes bem como crianças menores de 11 anos.

Estes grupos de pessoas só deverão consumir essa microalga no dia a dia com aval de um médico.

Além deles, pessoas alérgicas a frutos do mar devem tomar cuidado. Então, diante disso tudo, saber como tomar a Chlorella é fundamental para aproveitar os benefícios dessa microalga.

Como tomar Chlorella

A Chlorella é uma microalga usada como suplementação alimentar, como já citamos anteriormente.

Diante disso, ela pode ser encontrada e consumida na forma de comprimidos via oral, cápsulas ou pó.

Além disso, há, atualmente, alguns produtos que contém a Chlorella na composição, como pães, biscoitos e iogurtes.

No entanto, independentemente da forma de consumir essa microalga, você deve consultar-se com um nutricionista.

Este profissional será o responsável em dizer qual a dosagem diária adequada para o consumo dessa substância.

Qual a diferença entre Chlorella e Spirulina?

A Chlorella e Spirulina são dois tipos de microalgas que, por sua vez, estão fazendo sucesso quando o assunto é suplementação alimentar já que proporcionam muitos benefícios.

Mas, apesar disso, ambas apresentam muitas diferenças tais quais:

  • Chlorella é mais rica em gordura e calorias, provitamina A, riboflavina, magnésio, ferro, zinco e ácidos graxos ômega-3
  • Spirulina é mais “pobre” em calorias, mas contém uma grande quantidade de riboflavina, tiamina, ferro e cobre. Além disso, essa microalga é mais rica em proteínas

A Chlorella, de forma geral, apresenta uma maior vantagem nutricional. No entanto, ambas são ótimas escolhas, principalmente, se consumidas de forma adequada.

FALTA DE VITAMINA D AUMENTA CASOS GRAVES DE COVID-19: SAIBA COMO EVITÁ-LA

E você, consumiu a Chlorella?

Se sim, como foi a experiência?

Fontes: [1] [2] 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.