DHEA: Quais são os benefícios? Como tomar?

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Esse hormônio atinge o seu máximo no nosso corpo por volta dos 20 anos de idade de uma pessoa.

A partir disso, ele entra em declínio e por esse motivo muitos tratamentos a base de DHEA estão se tornando cada vez mais populares.

Já aos 40 anos, o organismo passa a produzir metade do DHEA que produzia antes e quanto mais velho mais ele reduz a produção.

Quando ocorre essa queda, uma onda de fatores pode vir junto com ela. Assim como mal de Alzheimer, doenças autoimunes e imunológicas, câncer e outros.

Benefícios

Vários estudos descobriram que suplementos de DHEA podem ajudar pessoas com depressão, obesidade, lúpus e insuficiência adrenal.

Baixos níveis de DHEA estão associados ao envelhecimento e a uma série de doenças, como anorexia, diabetes tipo 2 e HIV.

O DHEA é usado por algumas pessoas que querem “reverter” o envelhecimento e aumentar a imunidade, a função cognitiva e a força muscular. Por enquanto, estudos não aprovam esses usos.

O DHEA também é indicado para a aprimoração da libido, melhora função cerebral, incluindo o combate à depressão, ajuda a construir músculos e força, densidade óssea aumentada, reduz o risco de osteoporose, faz a gordura ir embora, pressão arterial mais baixa e aumenta a saúde cardiovascular e cardíaca.

Em estudos em laboratório tem mostrado que o hormônio DHEA é capaz de proteger os neurônios e acrescentar a sua capacidade de determinar o aumento das sinapses, assim como ajuda no combate à Doença de Alzheimer.

O DHEA também está sendo estudado para complementar o tratamento de lúpus eritematoso sistêmico, esclerose múltipla e os baixos níveis de hormônios esteróides, também conhecida como a doença de Addison.

Dessa forma, vários estudos concluem que o uso apropriado do DHEA, resulta numa melhora na qualidade de vida.

É importante dizer que cada vez mais pacientes com depressão, não querem fazer o uso de antidepressivos tradicionais, por ser muito invasivo e com efeitos colaterais alarmantes.

O que faz muitos recorrem a medicina alternativa e escolhendo o uso do DHEA, que de certa forma é uma possibilidade de terapia hormonal por ter efeitos antidepressivos.

Quem pode usar?

O DHEA pode ser adquirido através de suplementação. Ela deve ser indicada e analisada por um médico. Ele irá determinar a quantidade de cápsulas de acordo como objetivo e a necessidade de cada paciente.

Em geral, a recomendação diária é de 25 a 50mg para as mulheres e 50 a 100mg para os homens.

A suplementação de DHEA não é recomendado para grávidas, mulheres que estejam amamentando e crianças, a não ser que seja recomendado pelo clínico geral ou endocrinologista.

A Alimentação também pode interferir na produção de DHEA, por exemplo o consumo de proteínas e gorduras aumentam a sua produção enquanto o carboidrato diminui.

Onde encontrar?

Há muitas opções no mercado para a suplementação de DHEA, mas é sempre bom você procurar com cuidado e segurança.

A suplementação mais indicada é a da Puritan’s Pride. Desde 1973, a Puritan’s Pride tem se dedicado a garantir seus clientes tenham produtos da mais alta qualidade a um preço acessível.

Cientificamente formulado para os mais altos padrões. O objetivo da marca é atingir todos os aspectos de um estilo de vida saudável.

A maioria dos produtos importados não tem muita segurança e são extremamente caros. Já com a suplementação DHEA da Puritan’s Pride você consegue achar por R$139,99 e tem a garantida do seu país de origem, os Estados Unidos.

O DHEA da Puritan’s Pride vai te ajudar a melhorar a sua absorção dos alimentos, auxiliar no aumento da testosterona, auxiliar no combate a andropausa e menopausa, auxiliar na melhora da potência e libido sexual e muitos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *