Ginkgo Biloba para saúde sexual do homem

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Ginkbo Biloba, uma árvore antiga bastante conhecida pelos seus poderes medicinais, incluindo no aumento da função do sistema circulatório, tratamento de doenças cardíacas, melhora na memória e saúde dos olhos.

Cada vez mais vem se destacando no Brasil por conta dos benefícios para o homem, principalmente relacionado a saúde sexual. Isso vem atraindo atenção, como também desconfiança.

O que é? Para que serve Ginkgo biloba? Quais as vantagens e benefícios na sua vida sexual masculina? Vejam os benefícios comprovados pela ciência e baseados em estudos sérios.

O que é? Também conhecida como maidenhair, ela é uma árvore nativa na China utilizada por milhares de anos. Na folha dessa árvore é retirado o extrato de ginkgo, conhecido pelas suas vantagens medicinais.

Ela é tão antiga, que é considerada um fóssil vivo devido sua existência desde a época dos dinossauros. A árvore é capaz de sobreviver por mais de 1000 anos e atingir altura de mais de 30 metros.

Para que serve o Ginkgo biloba?

Já conhecida pelos seus benefícios para memória e concentração, existem outros motivos para os homens usarem. Segundo alguns estudos, o ginkgo biloba serve para:

  • Tratar a disfunção erétil
  • Aumentar a função cardiovascular
  • Aumentar o apetite sexual
  • Ereções mais rígidas
  • Melhorar a função cerebral
  • Tratamento contra depressão, ansiedade e estresse.

Para entender como ele funciona será necessário investigar as causas da disfunção erétil, doença que impede o homem de conseguir ou manter a ereção.

Cardiovascular

Segundo o artigo do médico Drauzio Varella, a disfunção erétil e funcionamento do sistema vascular estão relacionados. O estímulo sexual é acionado pelo cérebro, passam pelas terminações nervosas e chegam nos corpos cavernosos, que precisam encher de sangue para provocar a ereção.

A ereção depende de um fluxo sanguíneo até o pênis, portanto, doenças que alteram ou dificultam a circulação do sangue causam a disfunção erétil.

Neurológico

Segundo o Portal da Urologia, cerca de 20% dos casos de disfunção erétil estão relacionados aos problemas neurológicos. Exemplos: Demência, esclerose múltipla, parkinson e outros.

Psicológico

Ansiedade, estresse ou depressão, afetam diretamente a libido.

Existem outras causas como distúrbios hormonais ou drogas (cigarro, medicamentos ou álcool). Nesses casos, a ginkgo biloba não funciona ou tem pouca influência na melhora do quadro.

Vejam os benefícios da ginkbo biloba para os homens baseado em estudos.

Melhora da memória

Existem várias evidências comprovando que o ginkgo biloba beneficia na melhora da memória, concentração e foco.

Foi feito estudo(1) com mais de 200 pacientes recebendo uma dose de 240 mg de extrato de ginkgo biloba por dia. Os pacientes sofriam de algum tipo de demência ou Alzheimer. Após 24 semanas notou uma melhora significativa na atenção e memória dos pacientes. A conclusão foi sua eficácia comprovada.

Outro estudo(2) também comprovou melhora na função e desempenho cerebral.

Há vários estudos comprovando a eficácia na memória, foco e atenção, porém, não há garantia em todos os casos. Principalmente em pessoas saudáveis.

Tratamento contra depressão e ansiedade

Já sabemos que sintomas como depressão e ansiedade estão diretamente ligados com a ereção, apetite e desempenho sexual.

Em uma pesquisa(3), cerca de 170 pessoas com sintomas de ansiedade foram tratadas com o 240 ou 480 mg de ginkgo biloba por dia. O resultado mostrou uma diminuição de quase metade do quadro de ansiedade.

Os sintomas de depressão também podem diminuir com o suplemento de ginkgo biloba. O suplemento ajuda controlar situações que geram estresse ou nervosismo, consequentemente a depressão.

Trata disfunção sexual e libido baixa

Um estudo(4) comprovou a capacidade de aumentar os níveis de óxido nítrico no sangue. O óxido nítrico tem efeito relaxante no músculo liso da parede dos vasos sanguíneos. Por isso, os vasos dilatam e aumenta o fluxo de sangue.

Nesse mesmo estudo foram avaliadas mulheres com falta de apetite sexual. Ao combinar 300mg de extrato de ginkgo biloba com terapia sexual, aumentou significativamente o desejo sexual dessas mulheres.

Ele age da mesma maneira no homem. Acredita-se que o ginkgo dilata os vasos sanguíneos e melhora o fluxo de sangue até o pênis.

Apesar de fazer sentido, ainda precisam mais estudos para comprovar o resultado na disfunção erétil.

Como usar o ginkgo biloba?

Para obter os resultados descritos acima, o ideal é ingerir pelo menos 240-300 mg diariamente. Essa foi a dosagem utilizada nos estudos clínicos mostrados no artigo.

Existem alguns géis de ginkgo biloba para ser aplicado diretamente no pênis com objetivo de aumentar o tamanho e apetite sexual. Eles combinam outras substâncias, como ginseng e castanha da índia. Ainda não há comprovação da sua eficácia no uso sobre a pele.

O chá preparado com a folha seca ou extrato líquido também é uma alternativa para o consumo.

Faz mal? Quais efeitos colaterais?

O consumo do extrato não causa danos ou riscos para a saúde, porém, não deve combinar com os seguintes medicamentos ou semelhantes: Ibuprofeno, ácido acetilsalicílico (aspirina, tylenol, dorflex…), antidepressivos, antiplaquetários e anticoagulantes.

Pacientes com cirurgia marcada não deve ingerir dias antes ou depois do procedimento.

Outros efeitos podem causar:

  • Náusea
  • Diarreia
  • Dor de cabeça
  • Dor no estômago
  • Tontura
  • Reação alérgica

A maioria desses efeitos são apresentados nos casos de consumo em excesso. Por isso a importância de não ingerir mais do que 300 mg por dia.

Existe certa preocupação sobre ginkgo biloba engordar. Não há qualquer ligação dele para emagrecer ou com ganho de peso. Mulheres grávidas ou amamentando devem consultar seu médico antes do consumo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *