Óleo de melaluca – Para que serve? Como usar?

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Óleo de melaleuca, um óleo essencial barato que surpreende muita gente por causa dos seus inúmeros benefícios, principalmente para manchas de pele ou melasma, unhas, além de doenças como psoríase e candidíase.

Vários artigos comprovaram a eficácia no uso do óleo de melaleuca. Inclusive as pesquisas e estudos comprovaram ser seguro para o uso.

Quer saber todos os benefícios da melaleuca? Continue lendo.

O que é óleo de melaleuca?

Ele é um óleo obtido das folhas da árvore melaleuca artenifolia, que também é conhecida como árvore de chá ou tea tree.

A origem dessa planta vem do sudeste da Austrália. Os aborígines, índios nativos australianos, utilizam o extrato obtido dessa planta na pele ou para tratar tosses e resfriados.

Há muitos anos o óleo de melaleuca é utilizada na pele para tratar acne, infecções nas unhas, micose, candidíase, frieira e sarna. Ela é indicado para sarar feridas, picadas de insetos, furúnculos e queimaduras. Na boca é usado para herpes labial, infecção bucal, dor de dente ou garganta. Infecções no ouvido, como otite, ela também é indicada.

Como funciona?

O óleo extraído da melaleuca contém substâncias capazes de eliminar diversos tipos de bactérias, fungos, germes e vírus. Essas propriedades tornam um remédio natural vindo da Natureza tão popular.

Uma dessas substâncias é o Terpinen-4-ol, descrito pelo seu efeito antibacteriano e antifúngico.

Um artigo mostrou atividades antimicrobianas do óleo tea tree contra bactérias e fungos. Observaram uma redução nas concentrações bactericidas e fungicidas.

Vejam as várias maneiras de usar o óleo de melaleuca.

1 – Espinha

Ela é conhecido pelo seu poder contra a acne. Muitos estudos já comprovaram a eficácia no tratamento para redução das espinhas.

Foi feito um estudo (1) com 124 pacientes para avaliar a eficácia do gel de óleo de melaleuca 5%. O mesmo comparou com o peróxido de benzoíla 5%, um remédio muito utilizado para tratar espinhas.

O resultado foi uma melhora significativa tanto do gel de melaleuca quanto o peróxido de benzoíla. Diminuiu o número de espinhas inflamadas e não inflamadas. Embora a melaleuca tenha apresentado resultado mais lento, menos efeitos colaterais foram relatos comparado ao peróxido de benzoíla.

Como usar?

Para cada gota de óleo de melaleuca, misture com 9 gotas de água. Faça essa mistura e aplique no local duas vezes ao dia durante 1 mês e meio.

2 – Frieira Micose nas Unhas

O pé de atleta, popularmente chamado de frieira, é uma infecção por fungos na região dos pés. Essa condição pode ser transmissível pelo contato ou uso de objetos infectados, como calçados, toalhas ou chão.

Um estudo (2) feito com 158 pacientes com frieira nos pés passaram por um tratamento com 25% ou 50% de óleo de melaleuca. Eles aplicaram a mistura duas vezes por dia durante quatro semanas.

O resultado foi a cura da frieira em 64% dos pacientes. Outros pacientes notaram uma melhora do quadro.

Pessoas com onicomicose, também chamado de micose nas unhas, que é uma infecção fúngica nas unhas ou ao redor delas, podem usar a melaleuca para curar essas infecções.

Outro estudo (3) comparou o óleo 100% de melaleuca com outro medicamento comum para tratar infecções nas unhas. Cerca de 117 pessoas participaram durante seis meses de tratamento.

Os resultados após os seis meses não apresentaram diferença entre os dois remédios. Cerca de 60% das pessoas relataram melhora ou a cura da micose.

Como usar?

Basta utilizar o óleo 100% de melaleuca nas unhas três vezes ao dia por pelo cerca de três a seis meses.

3 – Psoríase

Psoríase, doença inflamatória da pele que causa manchas vermelhas e descamativas. Ela não é contagiosa e costuma surgir no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Outros locais também podem ser manifestados.

A psoríase não tem cura, mas o tratamento com óleo de melaleuca alivia e controla os sintomas devido suas substâncias anti-inflamatórias.

Como usar?

Aplique no local 10 gotas (ou mais, se precisar) de óleo de melaleuca 100% duas a três vezes por dia. Combinar com óleo de coco potencializa os efeitos.

4- Manchas na pele ou melasma

Melasma é uma condição na pele caracterizado por surgimento de manchas escuras. Ela pode ocorrer em vários locais, mas é muito comum no rosto.

Embora muita gente vem usando a melaleuca para clarear a pele, não existe nenhuma evidência comprovando resultados contra as manchas.

5 – Caspa

Caspa, também conhecida como dermatite seborreica, é uma condição da pele caracterizada pela descamação da pele, formação de casquinhas ou placas esbranquiçadas.

Um estudo (4) mostrou que o óleo de melaleuca contém propriedades antifúngicas úteis para tratar a caspa. Cerca de 126 homens apresentando caspa, utilizaram um shampoo com óleo de tea tree 5% durante quatro semanas todos os dias.

Após quatro semanas o resultado foi melhora de 41%. Foram observados uma melhoria na coceira, oleosidade e no surgimento da caspa.

Como usar?

Use o shampoo com 5% de óleo de melaleuca por três minutos no cabelo, todos os dias durante quatro semanas. Mande manipular o shampoo na farmácia de manipulação.

6 – Foliculite

Foliculite é uma infecção na pele que ocorre no folículo piloso. Essa infecção tem origem bacteriana ou fúngica, mas também pode ser causada pelo pelo encravado ou vírus.

Devido suas propriedades antibacterianas e antifúngicas, o óleo de melaleuca é usado no tratamento contra foliculite, aliviando a dor e inchaço no local.

Como usar?

Basta usar algumas gotas no local duas vezes ao dia.

7 – Feridas

Cortes, arranhões ou ferida na pele são lesões que facilitam a entrada de germes que levam a infecção, como bactérias, vírus ou fungos.

Você pode usar o óleo de melaleuca para criar uma camada de proteção contra vários tipos de germes. Ela também pode reduzir a inflamação no local e acelera a cicatrização local.

O mesmo serve para tratar picadas de insetos ou queimaduras.

Como usar?

  1. Limpe a região com água e sabão.
  2. Aplique algumas gotas de óleo de melaleuca.
  3. Coloque uma atadura para cobrir a lesão.
  4. Faça duas vezes ao dia.

8 – Boca

O óleo de melaleuca traz muitos benefícios para a saúde bucal. Vejam as maneiras de usar:

  • Placa dentária: Embora sozinha não tenha apresentado resultados positivos no tratamento contra placas bacterianas, um enxaguante bucal feito com óleo de melaleuca e xilitol, reduziu a placa bacteriana. Misturar com cravo e manjericão também reduz a placa bacteriana.
  • Gengivite: Caracterizada por uma inflamação na gengiva, misturar o óleo de melaleuca com cravo e manjericão reduz a inflamação no local. Basta fazer um gargarejo duas vezes ao dia. O mesmo acontece se misturar com xilitol, ingrediente comum presente nos enxaguantes bucais.
  • Mau hálito: Misturar o óleo de melaleuca com óleo de hortelã e um pouco de limão é um excelente enxaguante bucal caseiro para eliminar o mau hálito.
  • Herpes Labial: Embora usem para tratar herpes labial, não há nenhuma comprovação científica.
  • Infecção na boca e garganta: A candidíase oral, popularmente chamada de sapinho, é uma infecção fúngica que surge na boca ou garganta. A afta é uma lesão que ocorre na boca por diferentes causas, bacteriana ou viral,. Há evidência da eficácia do óleo de melaleuca para tratar infecções ou lesões na boca ou garganta.
  • Dor de garganta

Como usar?

Misture 1 ml de óleo de melaleuca com um copo pequeno de água. Coloque na boca, bocheche e fazer gargarejo sem cuspir por alguns segundos.

9 – Vaginal

Existem infecções na região íntima feminina como a tricomoníase e a candidíase vaginal. Pesquisas sugerem que o óleo de melaleuca é benéfico para tratar diferentes tipos de infecções vaginais.

Como usar?

Para cada litro de água morna, adiciona cinco gotas de óleo de melaleuca. Coloque água suficiente para cobrir a bacia. Sente-se na bacia e fique cerca de 20 minutos.

Você também pode colocar 1 gota de óleo de melaleuca no absorvente interno como OB.

10 – Desodorante

Com ação antibacteriana e antifúngica, o óleo de melaleuca é um ótimo desodorante natural. Ideal para eliminar as bactérias e fungos que causam o mau cheiro.

Como usar?

Receita de desodorante com óleo de melaleuca:

  • 1 Frasco de desodorante vazio e limpo.
  • 40 ml de óleo de coco
  • 5 gotas de óleo de melaleuca
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio

Basta agitar antes de usar e aplicar na axila.

Efeitos colaterais do Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca é totalmente seguro para maioria das pessoas, mas quem é alérgico, pode causar irritação ou inchaço no local. É normal sentir uma leve ardência ou queimação se aplicado na ferida ou espinha. Nesse caso, é normal arder ou queimar quando for passar.

CUIDADO:

O óleo de melaleuca com lavanda não é indicado para meninos ou adolescentes que não chegaram a puberdade. Mulheres não tem restrição de idade. Ele também jamais deve ser ingerido. Somente deve ser usado na pele.

Mulheres grávidas ou amamentando, podem usar na pele, mas a ingestão por via oral ou o banho de bacia pode ser perigoso.

Onde comprar o óleo de melaleuca?

A melaleuca pode ser encontrada em óleo, que é mais comum, mas também é vendida em gel para acne. Tem a versão para unha e região íntima. Geralmente é vendida em farmácias de manipulação ou lojas de produtos naturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *