Planta com gosto de peixe – Conheça os benefícios do Peixinho da Horta!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Você já ouviu falar no Peixinho da Horta (Stachys byzantina)?

Essa plantinha de aspecto aveludado começou a fazer muito sucesso entre os veganos (pessoas que não comem nem consomem nenhum produto de origem animal) por se tratar de uma ótima alternativa de aperitivo para aqueles que não comem carne, mas sentem falta do sabor de peixe.

O Peixinho da Horta é uma PANC – Planta Alimentícia Não Convencional. Isso significa que essa plantinha possui um potencial alimentício pouquíssimo explorado.

Isso é uma pena, porque além de ser muito saboroso, o Peixinho da Horta ainda oferece muitos benefícios à saúde.

Mas será que essa plantinha faz mesmo jus ao seu nome?

Se sim, como prepara-la? E quais são seus benefícios?

Você vai descobrir tudo isso hoje – basta continuar a leitura!

Peixinho da Horta tem mesmo gosto de peixe?

Essa é a pergunta que não quer calar! O Peixinho da Horta realmente tem gosto de peixe?

Bom, se você o preparar da maneira correta, sim.

O que faz dessa planta uma ótima opção vegana de peixe frito e assado é que ela não murcha em altas temperaturas.

Pelo contrário – ela mantém sua estrutura e fica bem crocante.

Mas, obviamente, se você não caprichar no tempero ela não vai ficar com um gosto bom (assim como acontece no preparo de peixes de verdade).

O segredo é temperar muito bem durante o preparo com tudo aquilo que você usa para temperar peixes do mar.

Benefícios do Peixinho da Horta

O Peixinho da Horta é utilizado como medicamento há muitos anos. Essa plantinha possui diversas propriedades maravilhosas capazes de tratar algumas condições.

Confira agora algumas dessas propriedades!

Ação antioxidante

Com o tempo, as células do nosso organismo sofrem uma oxidação da membrana celular. Esse estresse oxidativo deixa o corpo mais vulnerável e pode ser muito prejudicial para a saúde.

Por isso, é muito importante consumir alimentos antioxidantes – e o Peixinho da Horta é um deles.

Um estudo de 2014 revelou todo o potencial antioxidante dessa e de outras plantas da família Stachys.

Ação antimicróbica

Uma pesquisa realizada em 2008 analisou as ações antimicróbicas do Peixinho da Horta.

O extrato da planta foi testado contra diversas bactérias, como a Staphylococcus aureus, Streptococcus sanguis, Pseudomonas aeroginosa, Klebsiella pneumoniae e E. coli, que podem causar várias infecções graves.

O resultado demonstrou que o Peixinho da Horta possui uma poderosa ação contra bactérias e pode ser muito útil no tratamento de algumas enfermidades.

Altos níveis de vitamina C e K

Segundo um estudo brasileiro realizado em 2018, o Peixinho da Horta é uma ótima fonte de vitamina C e K.

Enquanto a vitamina C é um poderoso agente antioxidante, a vitamina K é muito importante para a ativação de proteínas e para a fixação de cálcio no organismo.

A falta de vitamina K pode causar hemorragias internas e externas e fraqueza nos ossos.

Sendo assim, é muito importante consumir alimentos ricos desse nutriente – e, para isso, não tem coisa melhor do que o Peixinho da Horta, super crocante, delicioso e nutritivo.

Fácil de cultivar

O Peixinho da Horta é o tipo de planta que você pode plantar e “esquecer”. Isso porque essa plantinha não é frágil e não exige muitos cuidados especiais.

A única ressalva é que o Peixinho da Horta não suporta temperaturas muito elevadas, acima de 35°C. Sendo assim, é importante cultiva-lo em locais com um clima mais ameno.

Fácil de preparar

Outra super vantagem do Peixinho da Horta é que ele é super fácil de ser preparado.

Sabe aquele peixe forte de peixe que ninguém suporta? Então, ao substitui-lo por essa plantinha você nunca mais terá que lidar com ele.

Quer aprender a fazer Peixinho da Horta frito e assado? É só continuar a leitura. Vamos te ensinar essa receita rápida, prática e deliciosa!

Como fazer Peixinho da Horta?

Bata ¼ de xícara de aveia no liquidificador com 1 xícara de água morna, sal e tempero a gosto.

Lembre-se que esse processo faz toda diferença no sabor do seu peixinho, então capriche bem na hora de temperar. Coloque tudo que você colocaria se estivesse preparando um peixe de verdade.

Bata até que a mistura fique bem homogênea. Ela fará o papel do ovo na hora de empanar. Se consumir ovos não for um problema pra você, pode substituir sem problemas.

Lave e seque muito bem as folhas de Peixinho da Horta. Após isso, mergulhe-as na mistura e depois empane com farinha de rosca ou farinha de mandioca.

Depois é só levar ao forno bem quente até que a crosta das folhas fique bem douradinha e crocante. Caso prefira frito, basta fritar em um óleo de sua preferência bem quente por aproximadamente 1 minuto.

E aí, o que você achou desse post?

Você já conhecia essa plantinha? Já comeu Peixinho da Horta?

Gostou? Conta pra gente aqui nos comentários!

E não esqueça de compartilhar essa publicação com seus amigos e amigas que adoram Plantas Alimentícias Não Convencionais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *