Planta medicinal Manto Virgem será a cura para o Câncer de Mama?

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

As plantas provaram ser uma importante fonte de medicações contra o câncer. Vamos descobrir se a Fagonia cretica (também conhecida como Manto da Virgem) é eficaz no combate ao câncer de mama.

O Manto da Virgem é comum em várias regiões desérticas ao redor do mundo e seu extrato é muito utilizado no combate ao câncer de mama no Paquistão. Seu uso medicinal é tipicamente feito através de chás.

Seu uso chamou a atenção de cientistas pois os pacientes que tomam o chá de extrato do Manto da Virgem relatam sentir uma melhora em seus quadros. Além disso, por se tratar de uma planta medicinal, não possui efeitos colaterais como os de tratamentos mais agressivos, como a quimioterapia e a radioterapia, que causam perda de cabelo, diarreia, etc.

Mas afinal, o efeito do chá de Manto da Virgem relatado pelos pacientes com câncer é um efeito placebo ou a planta de fato tem propriedades anticancerígenas? Leia mais para descobrir.

Câncer de mama

O câncer de mama se forma nas células dos seios e pode afetar tanto mulheres quanto homens, mas é mais comum entre as mulheres. Depois do câncer de pele, o de mama é o diagnóstico de câncer mais comum entre as mulheres no mundo.

As campanhas para a conscientização e pesquisas sobre câncer de mama contribuíram para avanços no diagnóstico e tratamento. O número de sobreviventes ao câncer de mama aumentou nos últimos anos, enquanto o número de mortes associadas a essa doença diminui consideravelmente a cada ano.

Isso se dá principalmente por fatores como o diagnóstico precoce, um avanço nos estudos sobre o tratamento e um melhor entendimento sobre a doença.

Efeitos do Manto da Virgem em casos de Câncer de Mama

Um estudo publicado no PubMed investigou a ação citotóxica (ação nociva de uma substância em relação às células, nesse caso as células cancerígenas) de um extrato aquoso de Manto da Virgem em células epiteliais mamárias cancerígenas.

Os resultados desse estudo demonstraram que o extrato aquoso de Manto da Virgem contem agentes anticancerígenos que ajudam no combate às células cancerígenas do câncer de mama.

Além disso, o extrato aquoso de Manto da Virgem apresentou um efeito consideravelmente reduzido nas células epiteliais mamária normais.

A ação quimioterápica do extrato aquoso de Manto da Virgem pode potencialmente estar atribuída a 4 substâncias detectadas por espectrometria de massa.

Ainda não é possível saber se esses efeitos são provenientes da ação conjunta dos compostos presentes na flor ou se um composto isolado é responsável pelas ações citotóxicas nas células cancerígenas.

É cedo para dizer se o Manto da Virgem poderia substituir os tratamentos quimio e radioterápicos, que são muito agressivos. Apesar disso, os pesquisares estão confiantes e acreditam que essa planta pode melhorar a qualidade de vida daqueles que lutam contra o câncer de mama.

“Mais estudos serão necessários para estabelecer o papel do extrato no tratamento do câncer, e agora precisa ser demonstrado que este extrato é tão eficaz para matar as células cancerosas dentro do corpo como ele é dentro do laboratório,” disse a Dra. Helen Griffith, que fez o estudo com sua colega Amutul Carmichael.

Conclusão

O Manto da Virgem é uma planta comum em áreas desérticas ao redor de todo o mundo, muito utilizada na medicina alternativa para o tratamento de diversas doenças.

Os relatos sobre uma contribuição do Manto da Virgem no tratamento de câncer de mama chamaram a atenção de pesquisadores, que estudaram seus efeitos em células epiteliais mamárias cancerígenas em laboratório.

Tudo indica que o Manto da Virgem é uma ótima alternativa para o tratamento de câncer de mama, mas outros estudos ainda são necessários para identificar qual é o agente causador desses efeitos.

A identificação do componente chave irá fornecer mais informações sobre os efeitos do Manto da Virgem em pacientes com câncer de mama, e contribuir para a redução do número de mortes por conta dessa doença e para o progresso de tratamentos alternativos que não possuem tantos efeitos colaterais.

Um tratamento com efeitos colaterais mais brandos irá fornecer muito mais qualidade de vida para quem luta contra o câncer de mama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *