Tratamento com ervas que combatem os sintomas da Endometriose

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Endometriose, é considerada uma patologia crônica, da qual só no Brasil, consegue atingir cerca de seis milhões de mulheres.

Os sintomas variam entre uma intensa cólica menstrual, menstruação abundante, dor durante e/ou após a relação sexual, infertilidade, dificuldade em urinar ou dor ao enchimento vesical, constipação intestinal ou diarreia no período menstrual, além da dor ao evacuar e dor pélvica contínua com piora no período menstrual.

Cujo, infelizmente não existe cura para doença, no entanto existem tratamentos para aliviar os sintomas.

Os tratamentos tradicionais são a base de analgésicos, terapia hormonal e medicamentos que atuam como bloqueadores da produção de estrogênio.

No entanto, recentemente a busca por um tratamento alternativo a base de ervas, tem aumentando de maneira significativa uma vez que a eficácia de certas ervas tem sido comprovadas cientificamente.

Continue a leitura para aprender sobre os populares tratamentos alternativos com ervas e o que dizem os estudos científicos:

Curcumina

A curcumina, é o principal ingrediente ativo da cúrcuma, do qual é mundialmente conhecido e comprovado através de estudos científicos a sua potente ação como um antinflamátorio e antioxidante, o que consequentemente auxilia no alivio das dores causadas pela endometriose.

Um outro estudo realizado no ano de 2013, sugeriu que a curcumina pode auxiliar na redução da produção estradiol, o que tende a reduzir os sintomas da endometriose, além de também suprimir a migração de tecido do revestimento do útero.

Como fazer chá de Curcumina

O chá da erva cúrcuma, pode ser feito com a partir do próprio pó de cúrcuma.

Aqueça um litro de água, e coloque duas colheres de cúrcuma e deixe cozinhar por até 10 minutos, após desligue o fogo, e ao ver que a cúrcuma está toda depositada no fundo do recipiente, você pode beber lá.

Camomila

Conhecido por suas propriedades calmantes, e por ser um ótimo aliado em aliviar cólicas menstruais, graças ao seu efeito ant-inflamatório.

Uma pesquisa que foi publicada no ano de 2014 no periódico Complementary Therapies in Clinical Practice, apresentou que além de aliviar cólicas menstruais, a planta camomila também pode ser utilizada para combater e aliviar os sintomas da endometriose.

Além disso, um outro estudo de 2018 divulgado no Journal of Cellular Physiology  também apresentou que um composto presente na camomila chamado denominada de crisina consegue impedir o crescimento das células endometriais evitando assim que o revestimento do útero cresça.

Como fazer o chá de Camomila:

Para preparar o chá de camomila, você vai precisar de uma colher de chá de flores ou folhas secas de camomila e 250 ml de água. Quando a água estiver fervendo, adicione a camomila e apague o fogo, deixando a mistura abafada com uma tampa por 5 minutos antes de coar.

Ashwagandha

O estresse é um fator que contribui muito para o surgimento das dores pélvicas, causadas pela Endometriose, cujo inclusive em um estudo realizado no ano de 2006 com mulheres com endometriose avançada, todas elas apresentaram um nível elevado do hormônio de cortisol.

No mesmo estudo, foi descoberto que a ingestão da erva ashwagandha, consegue reduzir significativamente o nível de cortisol das mulheres com endometriose, (hormônio do estresse) auxiliando assim no controle e no combate aos sintomas da endometriose, principalmente nas dores intensas.

A suplementação  da erva de Ashwagandha, pode ser feito através de chá ou então de suplemento em forma de cápsulas.

Gengibre

Em um estudo realizado em 2014, cujo foi realizada uma revisão em 2016, foi descoberto e comprovado que o ingrediente gengibre é capaz de reduzir drasticamente a cólica menstrual, e que a sua ação também apresente efeito semelhante quando é a dor associada a endometriose.

Como fazer chá de gengibre:

Lave bem um pedaço de gengibre, corte o mesmo em rodelas e coloque dentro de uma chaleira com a quantidade de 250 ml, após ferver, abaixe o fogo e aguarde cinco minutos, depois desligue tampe, e deixe em infusão até ficar pronto.

Dicas

Além dos chás com as ervas que citei acima, existem certas hábitos dos quais também auxiliam no combate aos sintoma da endometriose:

Alimentação:

Aumente a ingestão de gorduras ômega-3. Em um Estudo animal de 2014, descobriram que ter uma alta proporção de ômega-3 e ômega-6 pode ajudar a reduzir a inflamação em lesões semelhantes à endometriose.

Evite açúcar e alimentos processados e gorduras artificiais

Atividades Físicas

Quando estiver sem dor, exercite-se. A pratica de atividades regularmente consegue liberar endorfinas que são os hormônios responsáveis pela  sensação de bem-estar.

Além disso, a prática de uma atividade física reduz os níveis de estrogênio (que são altos em mulheres com endometriose) e contribuem para a diminuição dos sintomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *